• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MPT em Rondônia e Acre tem nova chefia: Camilla Holanda Mendes da Rocha toma posse no cargo de procuradora-chefe
  • chamada-artigo-bombeiros
  • Assédio-Moral slide
  • Atendimento-ao-Público-MPT-SLIDESITE

MPT em Rondônia e Acre tem nova chefia: Camilla Holanda Mendes da Rocha toma posse no cargo de procuradora-chefe

Solenidade aconteceu em Brasília (DF), na sede Procuradoria Geral do Trabalho, na qual foram empossados os procuradores chefes de 24 Procuradorias Regionais do Trabalho, eleitos ou reconduzidos ao cargo

 

 

Procuradora do Trabalho Camilla Holanda Mendes da Rocha com colegas procuradores-chefes de 24 Procuradorias Regionais em foto oficial na solenidade de posse em Brasília-DF
Procuradora do Trabalho Camilla Holanda Mendes da Rocha com colegas procuradores-chefes de 24 Procuradorias Regionais em foto oficial na solenidade de posse em Brasília-DF

Rondônia (03/10/2017) – A procuradora do Trabalho Camilla Holanda Mendes da Rocha tomou posse na tarde de ontem (segunda-feira), 2 /10, em Brasília (DF) como procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho em Rondônia e Acre (MPT | RO-AC). O ato solene realizado na sede da Procuradoria-Geral do Trabalho (PGT), na Capital Federal, foi conduzido pelo procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, que empossou na solenidade 24 novos procuradores chefes eleitos ou reconduzidos ao cargo.

A procuradora do Trabalho Camilla Holanda vai chefiar o MPT nos Estados de Rondônia e Acre no biênio 2017 a 2019 e terá as procuradoras do Trabalho Marielle Rissane Guerra Viana Cardoso e Fernanda Pereira Barbosa como vices procuradora-chefe.

Na mensagem dirigida aos procuradores chefes empossados o procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, destacou que “ser procurador-chefe é um desafio enorme. É uma aprendizagem de relacionamento humano, com os colegas, servidores e a sociedade”. Fleury lembrou no discurso sua experiência, como procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal.

Aos novos procuradores chefes, Ronaldo Fleury deu um conselho: “É imprescindível ter humildade. Isso não tem nada a ver com segurança. Ao contrário, para ter humildade tem que ser muito seguro”. Com estas palavras deu boas vindas a quem vai começar sua gestão e boa continuação para quem foi reconduzido ao cargo.

A importância da função de procurador-chefe de uma regional do MPT foi também destacada pela vice-presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), Ana Cláudia Bandeira Monteiro, que já foi chefe do MPT no Distrito Federal. Ela explicou que quando se está no cargo de chefe se observa a instituição sob um outro ponto de vista, por dentro. “A experiência traz a consciência de que representar o MPT é uma responsabilidade, mas também um privilégio de estar ali em nome desta instituição, que é reconhecida por todos” , ressaltou.

Procuradoras do Trabalho Marielle Rissane Guerra Viana Cardoso, Camilla Holanda Mendes da Rocha (ao centro) e Fernanda Pereira Barbosa compõem a chefia do MPT em Rondônia e Acre no biênio 2017 a 2019
Procuradoras do Trabalho Marielle Rissane Guerra Viana Cardoso, Camilla Holanda Mendes da Rocha (ao centro) e Fernanda Pereira Barbosa compõem a chefia do MPT em Rondônia e Acre no biênio 2017 a 2019

Fonte: MPT | RO-AC

Assessoria de Comunicação Social

(69) 3216-1265 / e-mail:

prt14.ascom@mpt.mp.br

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil