• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • MPT e Justiça do Trabalho destinam mais de R$ 160 mil para projetos da APAE e entidades atendimento a crianças e adolescentes no Município de Nova Mamoré
  • BUSDOOR-FACE
  • Atendimento-ao-Público-MPT-SLIDESITE
  • Assédio-Moral slide
  • artigoleomar

MPT e Justiça do Trabalho destinam mais de R$ 160 mil para projetos da APAE e entidades atendimento a crianças e adolescentes no Município de Nova Mamoré

Recursos para os projetos e campanhas de conscientização sobre a importância do combate ao trabalho infantil são oriundos de ação judicial que tramita na Vara do Trabalho de Guajará-Mirim.

 

Guajará-Mirim/RO (09/04/2018 )

Uma parte dos recursos da ação deverá ser destinada a projetos que venham a ser apresentados por entidades de Guajará Mirim
Uma parte dos recursos da ação deverá ser destinada a projetos que venham a ser apresentados por entidades de Guajará Mirim

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Rondônia contemplou a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do Município de Nova Mamoré - APAE com R$ 68 mil, para aquisição de um veículo tipo VAN, motorização 1.8, e com R$ 35 mil a Associação Beneficente Investindo no futuro - ABIF, para aquisição de dois terrenos onde será edificada a sede da entidade e implementado o projeto “Despertando Vidas”, voltado a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. As destinações foram efetuadas com a reversão de parte do pagamento de processo judicial movido pelo MPT na Vara do Trabalho do Município de Guajará-Mirim, distante 300km de Porto Velho.

Também foram contempladas a Secretaria de Ação Social de Nova Mamoré, com aporte de R$ 35 mil para aquisição de um veículo zero quilômetro para uso nos programas de assistência social, e com R$ 10 mil para o projeto de criação de um laboratório de Informática para o Lar Recanto Feliz, também de Nova Mamoré. A última parte dos recursos, da ordem de R$ 10 mil, foi destinado para aquisição de material de divulgação voltado à conscientização contra o trabalho infantil na feira de negócios Rondônia Rural Show, contendo a campanha 'agricultor Inteligente mantém a criança na Escolas” e a campanha “ # ChegaDeTrabalhoInfantil”.

As destinações foram homologadas pela Justiça do Trabalho em audiência presidida pelo Juiz Carlos Antônio Chagas Júnior, com a presença do Ministério Público do Trabalho (MPT), representado pelo Procurador Marcos G. Cutrim. Outra parte dos recursos da ação, R$ 66 mil, deverá ser destinado a projetos que venham a ser apresentados, no prazo de dez dias, por entidades sem fins lucrativos e ou beneficentes do Município de Guajará-Mirim e de Nova Mamoré.

 

Após a audiência Procurador Marcos G. Cutrim e Juiz do Trabalho Carlos Antônio Chagas Junior visitaram uma das entidades contempladas com recursos da ação movida pelo MPT
Após a audiência Procurador Marcos G. Cutrim e Juiz do Trabalho Carlos Antônio Chagas Junior visitaram uma das entidades contempladas com recursos da ação movida pelo MPT

Fonte: ASCOM-MPT/RO-AC

 

 

 

 

Fonte

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil